Depois que se esgotaram todas as possibilidades de recuperação dos dados, agora não há nada mais a fazer, é preciso levantar a cabeça e começar de novo.

 

Quando falamos sobre armazenamento de dados, se você armazena seu dado em um único local, com certeza um dia você irá perder essa informação, isso é inevitável.


Dispositivos de armazenamento podem sofrer pane, podem ser perdidos ou furtados, é necessário tem sempre um backup atualizado.

 

É muito comum ver empresas instalando um segundo HD em seus servidores para fazer backup, mas isso não garante quase nada. No caso de pane do HD principal, ok, você terá backup, mas e se houver um incêndio? Um furto? Seu backup vai embora junto.

 

Backup deve ser feito em mídia externa (fita, HD externo) ou em nuvem. No caso da mídia externa de nada adianta ter somente uma que fica conectada ao servidor, no caso do incêndio ou do furto ele será perdido também.


É recomendável ter sempre mais de uma mídia de backup, assim enquanto uma ficou na empresa fazendo backup, a mídia do backup anterior está guardada em local seguro.

 

É uma grande tendência o uso de backup em nuvem, assim se elimina a necessidade do gerenciamento de mídias externas e o backup irá automaticamente para um lugar seguro, via internet.


Existem diversas soluções de backup em nuvem, como o Windows Azure e o Amazon. A desvantagem do backup na nuvem aparece caso você tenha um link de internet lento ou caso tenha um volume diário de trabalho muito grande, neste caso o upload dos dados pode ficar muito lento, um backup local pode ser mais indicado.

 

Não quer mais correr riscos? Vamos fazer backup?