Cada situação pede um computador diferente, mas principalmente no trabalho essa questão do computador ser especifico e adequado ao seu trabalho é essencial.

 

Isso não quer dizer que necessariamente devemos pagar caro em um computador, muito pelo contrário. Muitas vezes vemos empresas pagarem caro em computadores e mesmo assim acabam tendo problemas.

 

Não existe “computador bom”, existe computador adequado. Dentro de uma empresa, notebooks devem ser escolhidos somente se realmente houver necessidade de mobilidade. Computadores All in One devem ser a opção somente em casos de necessidade de espaço ou um local que necessite de um design mais elegante, caso contrário, para a melhor performance e durabilidade, prefira sempre o bom e velho Desktop.

 

Agora, seja qual for a escolha do tipo de computador, empresas devem sempre comprar as linhas corporativas, que hoje as principais são as seguintes:

 

Lenovo:

Desktop – Série M ou S

Notebook – Série V, E, L, T, X

 

HP:

Desktop e Notebook – Séries Pró ou Elite

 

Dell:

Desktop – Série Optiplex

Notebook – Série Latitude

 

Na comparação de preços, os computadores corporativos serão mais caros no momento da compra, porém essa diferença se mostra vantajosa em um curto espaço de tempo. Primeiro porque esses computadores já possuem licença profissional do Windows e a garantia de 3 anos com atendimento onsite, que faz toda diferença, já que sua empresa não ficará parada esperando um computador voltar de assistência técnica.

 

Computadores mais baratos são computadores de linha doméstica, que não foram projetados para a carga horaria de trabalho das empresas, por isso acabam apresentando problemas de performance e panes com frequência. Além do custo de manutenção, essas panes e perda de performance acarretam em muita perda de produtividade, que vão acabar custando até 10x o preço de um computador corporativo.